O Sindicato Empresas Sindicalizadas Galeria de Eventos Informativo Cadastre-se Notícias Contato

 :: NOTÍCIAS

Imprimir

                                                                                       21 de Agosto de 2018
 

Conselho Monetário Nacional concede crédito sem mediação de bancos a fintechs

O Conselho Monetário Nacional (CMN), órgão que reúne a Fazenda, o Banco Central e o Planejamento, aprovou no primeiro semestre, resoluções que permitem a atuação de empresas de tecnologia do setor financeiro, conhecidas como fintech, a concederem crédito sem necessitar da intermediação de um banco.

As novas regras permitem que as fintechs eliminem intermediários e, com isso, diminuam gastos. Atualmente, as fintechs atuam como correspondentes bancários na oferta de crédito e a expectativa, a partir de agora, é que a competição na oferta de crédito aumente, podendo reduzir as taxas de juros por meio de maior concorrência.

As fintechs são empresas que usam tecnologia de forma intensiva para oferecer produtos na área de serviços financeiros de uma forma inovadora e moderna, segundo o diretor executivo e líder de Inovação da Accenture. O especialista da área afirma que a inovação de empresas deste tipo pode vir da tecnologia ou do modelo de negócios, além de oferecer uma experiência simplificada e diferenciada para o usuário, com processos mais fáceis e rápidos.

No Brasil, o crescimento destas empresas está se tornando tendência e se expandindo rapidamente por conta da necessidade de contestar as altas taxas cobradas pelos bancos, a escassez de crédito e a burocracia das instituições financeiras. Nos últimos meses, as fintechs já conquistaram espaço entres os usuários nacionais, principalmente, com base em bom atendimento e boa experiência dos consumidores. As estimativas de mercado apontam que hoje já existem mais de 130 fintechs brasileiras, 50% delas com planos de negócio já em atividade.

Segundo os profissionais da área, o modo utilizado pela fintech de realizar tais operações e manter o controle sobre o dinheiro beneficia aqueles que querem ter uma vida financeira facilitada. Sem filas e burocracia, a fintech oferece taxas menores, comodidade, segurança e transparência nos serviços financeiros. Alguns cliques realizam ações como: empréstimo, aumento do limite do cartão, pagamento de boletos e até mesmo acesso a melhores investimentos.

Oferecendo modelos de negócios muito mais flexíveis e realmente próximos das necessidades de seus clientes, com opções variadas de soluções, as fintechs estão mudando a vida financeira de muitos usuários pelo mundo, tornando a administração muito mais fácil. A tendência da fintech vem estimulando a movimentação por parte dos bancos e outras instituições financeiras para acompanhar as inovações já existentes.

Um relatório emitido pelo banco americano Goldman Sachs, mostrou que devido à concentração do setor bancário no país, a estimativa é de que a estrutura de mercado brasileira seja impactada por esse novo modelo de administração financeira nos próximos anos. Ainda de acordo com a pesquisa, as empresas de tecnologia financeira no Brasil poderão gerar uma receita próxima de US$24 bilhões nos próximos 10 anos.

A StartSe é uma empresa inovadora que atua como uma ponte intermediária entre as empresas, fintechs e startups, por meio de eventos e cursos que mostram muito do lado estratégico do mercado, ajudando com o preparo e desenvolvimento de empresas que desejam investir em novas tecnologias e realizar novos negócios, como fintech e startups.

Website: startse.com

EXAME


« Voltar

www.sinfacpara.com.br

SINFAC-PA: Av. Conselheiro Furtado nº 2391 Sala 710 – Cremação Cep: 66040-100  - Belém - Pará
Tel.: (91) 3269- 0597    E-mail:
contato@sinfacpara.com.br